segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

[AC] Primeira meta de Coragem: viver a castidade como ensina a Igreja

Viver uma vida casta de acordo com o ensinamento da Igreja Católica acerca da homossexualidade
Na primeira leitura do II Domingo do Tempo Comum, o profeta Isaías nos comunicou a relação de Deus com Seu povo como semelhante à  relação do esposo com sua esposa.

"...como a noiva é a alegria do noivo, assim também tu és a alegria de teu Deus" (Is 62, 5b).

De modo especial, cremos que Cristo é o esposo e que a Igreja é a sua esposa, tal como nos apresenta São João, no livro do Apocalipse.

"Eu vi descer do céu, de junto de Deus, a Cidade Santa, a nova Jerusalém, como uma esposa ornada para o esposo". (Ap 21, 2)

Como perfeita esposa, a Santa Igreja imita a postura de Maria nas bodas de Caná, dizendo com ela: "Fazei tudo o que ele vos disser" (Jo 2, 5). Desse modo, a vontade da esposa de Cristo é que todos façam e ajam conforme a vontade dele. Sendo essa vontade a preservação do coração puro, totalmente voltado a Deus, aos propósitos e ao amor dele, então também a Igreja pede aos filhos de Deus que busquem a vida de pureza de coração.

Muitos são os desafios que atrapalham a acolhida e a vivência desse ideal, contudo, também como Maria disse a Deus, "Eis aqui a escrava do Senhor" (Lc 1, 38), também nós, corpo da Igreja, nos confiamos à vontade divina que, considerando nossa fraqueza e pobreza, nos ampara com Sua graça e misericórdia.

Rezemos com Santa Teresa de Ávila:
Nada te perturbe.
Nada te espante.
Deus não muda
e tudo passa.
A paciência tudo alcança.
Quem tem a Deus,
nada lhe falta.
Deus, por si só, basta.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar nosso blog

Abaixo você tem disponível um espaço para partilhar conosco suas impressões sobre os textos do Apostolado Courage. Sinta-se à vontade para expressá-las, sempre com respeito ao próximo e desejando contribuir para o crescimento e edificação de todos.