sábado, 24 de abril de 2010

[AC] Doze passos do Apostolado Coragem

O Apostolado Coragem propõe cinco metas para aqueles que sentem atrações pelo mesmo sexo, mas que, apesar disso, desejam viver de acordo com o chamado de Deus à castidade. Além de propor as cinco metas, o apostolado trabalha com doze passos, que são inspirados nos doze passos dos Alcólicos Anônimos.

Num primeiro momento, poderíamos achar que essa inspiração é inadequada, por aparentemente equivaler a condição dos que sentem atrações pelo mesmo sexo àqueles que são dependentes do àlcool. Contudo, quando lemos os doze passos, essa má impressão é desfeita. 

Os Doze Passos são fruto consciente de nosso desejo de viver a castidade e, assim, alcançar a liberdade interior (condição de nossa felicidade). Isso significa que, após avaliarmos nossas vidas, chegamos a conclusão que não desejamos viver nossa condição como certos grupos sociais e mídias propõem. Nós queremos viver em conformidade com o ensinamento da Santa Igreja, que é depositária fiel da mensagem de Cristo, o que significa que desejamos viver a castidade e que desejamos viver segundo a liberdade que Cristo nos dá, na busca da santidade. Cremos que, vivendo assim, superaremos gradativamente as imperfeições que nos lançam na tristeza e na angústia (que, no mais das vezes, representam nossas infermidades interiores). Cremos que, superando essas coisas por Cristo, alcançaremos nossa felicidade também n'Ele.

Doze Passos do Apostolado Coragem

1. Admitimos que éramos impotentes perante a homossexualidade – que tínhamos perdido o domínio sobre nossas vidas.

2. Viemos a acreditar que um Poder superior a nós mesmos poderia devolver-nos à sanidade.

3. Decidimos entregar nossa vontade e nossa vida aos cuidados de Deus, na forma em que O concebíamos.

4. Fizemos minucioso e destemido inventário moral de nós mesmos.

5. Admitimos perante Deus, perante nós mesmos e perante outro ser humano, a natureza exata de nossas falhas.

6. Prontificamo-nos inteiramente a deixar que Deus removesse todos esses defeitos de caráter.

7. Humildemente rogamos a Ele que nos livrasse de nossas imperfeições.

8. Fizemos uma relação de todas as pessoas que tínhamos prejudicado e nos dispusemos a reparar os danos a elas causados.

9. Fizemos reparações diretas dos danos causados a tais pessoas, sempre que possível, salvo quando fazê-lo significasse prejudicá-las ou a outrem.

10. Continuamos fazendo o inventário pessoal e, quando estávamos errados, nós o admitíamos prontamente.

11. Procuramos, através da prece e da meditação, melhorar nosso contato consciente com Deus, na forma em que O concebíamos, rogando apenas o conhecimento de Sua vontade em relação a nós, e forças para realizar essa vontade.

12. Tendo experimentado um despertar espiritual, graças a esses Passos, procuramos transmitir essa mensagem a outros e praticar esses princípios em todas as nossas atividades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar nosso blog

Abaixo você tem disponível um espaço para partilhar conosco suas impressões sobre os textos do Apostolado Courage. Sinta-se à vontade para expressá-las, sempre com respeito ao próximo e desejando contribuir para o crescimento e edificação de todos.