sábado, 7 de novembro de 2015

[FH] Meu filho é homossexual: o que eu faço? [II]

Continuando a tratar sobre este assunto que ja iniciamos a tratar aqui, abordaremos agora de uma outra dúvida que cremos atormentar muitos pais.

Meu filho me contou que é gay

Este é um momento difícil, para aquele que conta e para aquele que ouve. Ambos saem da zona de conforto de Don't ask, don't tell e são levados a encarar a realidade. Junto com ela, seus desafios.

O Courage não advoga o que se chama de sair do armário, isto é, assumir-se publicamente como homossexual (e isso já foi tratado em vários outros posts, nos quais se fala sobre o prejuízo de confundir uma característica com uma identidade). Porém, apoia quando alguém, sentindo atração pelo mesmo sexo, deseja contar isso para os seus pais e se sente seguro para tal atitude. Dentre todas as pessoas que nos rodeiam, aquelas do núcleo familiar (em especial o pai e a mãe) são asque desempenham papel decisivo para nos orientar, apoiar e nos encorajar no enfrentamento das lutas e dificuldades.

Você, pai ou mãe, é visto por Deus e pela Igreja como elemento mais do que essencial na vida dos seus filhos. Seu papel é fundamental, seja na educação ou na luta pela salvação deles. Sem o seu apoio, há mais chances de que eles fracassem no combate pela virtude. E, para demonstrar esse apoio, essa presença, não é preciso que você se torne invasivo, fazendo perguntas e exigindo respostas quando seus filhos não se sentem preparados para respondê-las. Mas é preciso que você se mostre disponível sempre; é preciso que você demonstre não ser o julgador implacável, mas o pai ou mãe amoroso e disposto a ouvir o que for que eles queiram dizer; é necessário que você demonstre saber o que é misericórdia; é preciso que você esteja disposto a acolhê-los e amá-los.   

Aqui se faz necessário esclarecer alguns pontos. Se seu filho ou sua ou filha, principalmente adolescentes, vierem dizendo que são gays, isso não significa de imediato que eles sejam adeptos de práticas homossexuais. Significa apenas que eles sentem atração pelo mesmo sexo (ou pensam sentir, pois a adolescência é uma fase de grandes definições e indefinições) e, no momento, eles superaram um imenso medo de que você os rejeite. Eles desejam, talvez, que você os apóie da maneira incorreta. Como cristão, você deve deixar clara sua posição:  você ama profundamente seu filho e jamais o rejeitará. Nem por isso passará a apoiar qualquer atitude dele que o leve a viver uma vida "gay. Você o ajudará sempre, no que for preciso, para que ele tenha uma vida feliz e de santidade, pois se trata da alma que Deus colocou em suas mãos para salvar.

Lendo estas últimas linhas, você pode ter ficado confuso. Como apoiar meu filho ao mesmo tempo em que pode estar vivendo um estilo de vida gay? A resposta é fácil. Ofereça o que você tem de melhor aos seus filhos. Certamente as práticas homossexuais são pecados graves que desagradam a Deus e, sempre que oportuno, você deve deixar isso claro para eles. Apoiar seu filho não significa aceitar como certo o que ele faz ou virá a fazer, mas significa fazer o bem a ele, aconselhá-lo e, se ele estiver em perigo ou se pedir ajuda, socorrê-lo. É verdade que, ás vezes, como pai ou mãe, você precisa até mesmo intervir bruscamente, para evitar que seus filhos entrem em ciladas ou façam mal a si mesmo ou aos outros. Afinal, o amor também leva a esse zelo. Porém, quando falar com seus filhos, como você deseja que eles conheçam o seu amor? Como um amor que apenas julga e pune suas ações, ou como um amor que, ainda que não concorde com atos errados, os ampara e os socorre? Como um amor que se decepciona com os erros, ou como um amor que os acolhe com misericórdia e que os encoraja a buscar a santidade? Vale lembrar, aqui, a parábola do filho pródigo. Se tiver dúvidas, leia e medite essa passagem mais do que significativa de como devem agir os pais. 

Só o amor verdadeiro e vivido de forma plena é capaz de gerar transformações na vida do seu filho. Inclusive pode ser o start para que ele possa confrontar a realidade de amor que ele tem encontrado fora de casa com a realidade de amor encontrada dentro de casa, e comece a encontrar aí o estímulo para uma mudança de vida. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar nosso blog

Abaixo você tem disponível um espaço para partilhar conosco suas impressões sobre os textos do Apostolado Courage. Sinta-se à vontade para expressá-las, sempre com respeito ao próximo e desejando contribuir para o crescimento e edificação de todos.