quinta-feira, 2 de abril de 2020

[Atld] Mensagem do nosso diretor-executivo a respeito da Pandemia do COVID-19


Mensagem de nosso diretor-executivo, o Padre Philip Bochanski, aos nossos membros afetados pela pandemia do COVID-19

Queridos amigos:

Perdi a conta do número de vezes que li e reli os capítulos cinco, seis e sete do Evangelho segundo São Mateus: o Sermão da Montanha. Estou certo de que algumas partes deste importante texto são familiares para você também. Mas, nas últimas semanas, é como se eu lesse o Sermão da Montanha com novos olhos, já que as passagens que eu lia superficialmente ganharam, de repente, um novo significado. Por exemplo:
“Portanto, eis que vos digo: não vos preocupeis por vossa vida, pelo que comereis… Qual de vós, por mais que se esforce, pode acrescentar um só côvado à duração de sua vida?... Vosso Pai celeste sabe que necessitais de tudo isso. Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça e todas essas coisas vos serão dadas em acréscimo. Não vos preocupeis, pois, com o dia de amanhã: o dia de amanhã terá as suas preocupações próprias. A cada dia basta o seu cuidado.” (Mt 6, 25-34)
Estes dias de pandemia e quarentena, de distanciamento social e desconexão da vida sacramental da Igreja, certamente nos põem à prova de muitas maneiras. Talvez o mais difícil seja o modo como essa situação testa nossa esperança em Deus e na sua Providência. Pela primeira vez em minha vida, honestamente, não sei o que esperar do que pode acontecer amanhã, e sentir-se assim pode levar à preocupação, dúvidas e temores. Eu penso que você entendeu o que eu estou falando. Mas essas preocupações, ainda que reais, não são, de jeito nenhum, a palavra final. Como cristãos católicos, como membros e amigos do Courage e EnCourage, temos uma resposta.
Os membros do Courage e do EnCourage sabem por experiência o que é sentirem-se desconectados, marginalizados e sozinhos; quão fácil pode ser duvidar dos planos de Deus e Sua bondade. No entanto, nós sabemos por experiência onde encontrar nossa esperança e nossa paz, confiando-nos completamente ao Senhor, que se entregou completamente a nós. Em cada uma de nossas reuniões, nós nos comprometemos a “dedicar inteiramente nossas vidas a Cristo” (Segunda Meta do Courage e a Primeira Meta do Encourage), e ainda que não possamos recebê-Lo sacramentalmente durante esses dias, a vida de oração e dedicação, que temos nos esforçado para viver, vai nos sustentar. Seguiremos encontrando nosso consolo no Senhor, não nos prazeres do mundo. Seguiremos fomentando as amizades castas e os vínculos estreitos com nossos familiares e entes queridos. E continuaremos vivendo de tal modo que daremos bom exemplo e testemunho aos outros da satisfação e fortaleza que encontramos em nossa união com Deus Onipotente e Seu plano para nós.
Nas últimas semanas, eu ouvi de muitos de vocês como estão cuidando uns dos outros. Vocês têm sido muito criativos no uso das redes sociais, videoconferências, telefones e outros meios de estarem conectados e inclusive para ter suas reuniões regulares do Courage e do Encourage. Sigo suas publicações online pedindo oração, compartilhando e assistindo às Missas e outras devoções por transmissões ao vivo via internet, unindo-se em oração com o Santo Padre e a Igreja ao redor do mundo. Estou muito orgulhoso da maneira em que estão respondendo a essa situação sem precedentes e estou profundamente grato pelos laços de afeto, apoio e caridade que compartilhamos como membros da família Courage e EnCourage.
"Não temais, pequeno rebanho, porque foi do agrado de vosso Pai dar-vos o Reino." (Lc 12,32). Essas palavras de Jesus, que São Lucas relembra em seu relato do Sermão da Montanha, devem estar sempre em nossas mentes e nossos corações, e sempre nos nossos lábios nestes tempos de provação. Nosso Pai do Céu conhece nossas necessidades antes que Lhe peçamos, e Ele jamais nos abandonará. Continuem apoiando-se e rezando uns pelos outros e saibam que me lembro de vocês e de seus entes queridos em minhas orações e quando eu ofereço a Santa Missa.  Aguardo o dia em que possamos estar juntos novamente, presencialmente, e agradecer a Deus por nos ter assistido nesta crise. 
Que Nossa Senhora, Saúde dos Enfermos, esteja com vocês e seus entes queridos e ponha todas as suas necessidades no Sagrado Coração de seu Filho amado.

Seu amigo em Cristo,
Pe. Philip Bochanski


4 comentários:

  1. Louvado seja Deus ! Sacerdote santo !

    ResponderExcluir
  2. Quatro coisas
    1) seja feita a vontade de Deus aqui na terra como no céu
    2) colocar tudo nas maos de Deus nossos trabalhos,atividades,orações
    3) nada de ansiedades Menino Jesus sabe o que é melhor para nós
    4) desejar ardentemente o céu

    ResponderExcluir
  3. Louvado seja Deus por este apostolado 🙏🏽.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nosso blog

Abaixo você tem disponível um espaço para partilhar conosco suas impressões sobre os textos do Apostolado Courage. Sinta-se à vontade para expressá-las, sempre com respeito ao próximo e desejando contribuir para o crescimento e edificação de todos.