Material de apoio


Disponibilizamos aqui sugestões de leitura, entre livros e sites, sobre sexualidade, homossexualidade e sobre vivência da castidade – primeira meta que o Courage busca viver e anunciar –, como nos ensina a Santa Igreja Católica, depositária fiel dos ensinamentos de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Esta página, em especial, será constantemente atualizada. 

Esperamos que as leituras, aqui disponibilizadas, possam ajudar a muitos.

-- B L O G S  E  S I T E S --

Site do Courage Internacional (https://couragerc.org): O site internacional do nosso Apostolado. Lá estão diversos recursos para quem quer conhecer nosso trabalho a nível internacional.

Site ‘Integrity Restored’ (www.integrityrestored.com): Um site que oferece material de apoio àqueles que sofrem pelo vício da pornografia. Seu conteúdo está em inglês, mas, pelo Google tradutor é possível lê-lo. Vale a pena conferir.

Site ‘Teologia do Corpo’ (teologiadocorpo.com.br): Este site oferece acesso a vários artigos e materiais falando sobre a Teologia do Corpo, que foi desenvolvida por São João Paulo II.

 

-- V Í D E O S --

Nossos perfis no Instagram e no YouTube possuem diversos vídeos de formação, ligados ao tema da AMS (atração pelo mesmo sexo).

“Desejo das colinas eternas”. Documentário realizado pelo Courage com depoimento de dois homens e uma mulher com AMS e que vivem a castidade. Disponível aqui.

"A terceira via". Depoimento de pessoas com AMS mostrando como é possível viver de acordo com os ensinamentos da Igreja Católica. Disponível aqui.

"Homossexuais e católicos", por Michael Voris, em VORTEX. Disponível aqui.

"Homossexualismo e Ideologia gay", por Padre Paulo Ricardo de Azevedo Junior. Disponível aqui.

"O poder do homossexualismo na TV", por Michael Voris, em VORTEX. Disponível aqui.

"Orientação a um homossexual", por Padre Paulo Ricardo de Azevedo Junior. Disponível aqui.

Padrinhos homossexuais, por Padre Paulo Ricardo de Azevedo Junior. Disponível aqui.

Sexualidade e pureza: perguntas e respostas, por Padre Paulo Ricardo de Azevedo Junior. Disponível aqui.

"Um padre pode abençoar uma união homossexual?", por Padre Paulo Ricardo de Azevedo Junior. Disponível aqui.

Um homem verdadeiramente...” por Michael Voris, em VORTEX. Disponível  aqui.

Virgindade e Espiritualidade, por Padre Paulo Ricardo de Azevedo Junior. Disponível  aqui.

 

-- A R T I G O S   E S P E C Í F I C O S --

“5 atitudes que os católicos precisam adotar sobre o casamento homossexual”, por  Tom Hoopes, escritor católico com residência no Benedictine College de Atchison, Kansas. Disponível aqui.

“A dimensão sexual do ser humano”, por Leda Galli Fiorillo, membro do Comitê Ético do Campus Biomédico de Roma. Disponível aqui.

A Igreja ama as pessoas com tendências homossexuais”. Nesta entrevista, quer-se reflete sobre o significado do respeito e da compaixão. Disponível aqui.

A Igreja é homofóbica? Um homossexual responde”.  Conheça a experiência de Eric Hess com o cardeal Raymond Burke: “Renunciei à Igreja Católica, mas ele nunca deixou de acreditar em mim”. Disponível aqui

A maturidade afetiva” por Dom Rafael Llano Cifuentes, bispo emérito de Nova Friburgo. Disponível aqui.

Castidade”, por Padre  Pablo Cabellos Llorente, professor do Istituto di Scienzie dell’Educazione em Roma. Disponível aqui.

Hombre o mujer: realidad o elección”, por Cardeal Carlo Caffarra, arcebispo de Bolonha. Disponível em lingua espanhola aqui.

“Homossexualidade e esperança”, da  Catholic National Association, a Associação de Médicos Católicos dos EUA e Canadá, disponível em língua inglesa aqui.  A tradução em português do referido texto está disponível aqui.

Jesus teria apoiado o “casamento” homossexual?”. Alguns cristãos dizem que existem razões para acreditar, com base na Escritura, que Jesus teria apoiado o “casamento” homossexual. Será verdade isso? Disponível aqui.

Meu filho é gay e quer trazer seu namorado à minha casa. Devo acolhê-los?”, por Padre Henry Vargas Holguín. Disponível aqui.

O papel fundamental da Virgem Maria na vida de um homossexual”. Conheça o testemunho de Eliseo del Deserto acerca da relação de um homossexual e Nossa Senhora. Disponível aqui.

O que é e o que não é santidade”, por Dom Hubert von Zeller, renomado monge beneditino conhecido por escrever sobre o sofrimento humano de uma perspectiva católica. Disponível aqui.

“Por que a doutrina da Igreja diz que os atos homossexuais são “intrinsecamente desordenados”?”. Uma resposta a essa pergunta sempre polêmica. Disponível aqui.

Qual a diferença entre um celibatário e uma pessoa solteira?”, por Josefa Alves, leiga missionária da Comunidade Católica Shalom. Disponível aqui.

Ser celibatário significa ser solteiro?”, por Padre Juan Ávila Estrada, sacerdote colombiano especializado em Matrimônio e Família. Disponível aqui.

Um ex-homossexual escreve à Igreja Católica”. Conheça o testemunho do Irmão Christopher Sale, que depois de 43 anos afastado da Igreja, retornou a fé e deixa nessa carta um testemunho comovente.   Disponível aqui.

“Um homossexual pode se confessar normalmente?”, por Padre Juan Ávila Estrada, sacerdote colombiano especializado em Matrimônio e Família. Disponível aqui.

Um homossexual pode ser santo?”, por Andrzej Szostek, frade mariano, ex-reitor da Universidade Católica de Lublin (1998-2004). Disponível aqui.

 

-- L I V R O S --

A Amizade com Cristo”, do Monsenhor Robert Hugh Benson. Neste livro, o autor se propõe a nos desvendar o segredo da relação do homem com Deus.  Descrevendo as fases desse processo de amizade com Deus, desde a descoberta de Cristo no interior da alma, até o Cristo no exterior, que se projeta em riquíssimas realidades, como são a Igreja, os sacerdotes, os sacramentos (especialmente o da Eucaristia), o homem comum e até mesmo o pecador.

A arte de aproveitar próprias faltas”, do Padre Joseph Tissot. Livro profundamente baseado na doutrina de São Francisco de Sales, nos ensina a olhar para as nossas faltas como elemento imprescindível de conhecimento próprio, de inconformismo e de retorno à luz e à paz.

A vida afetiva dos que não se casam”, do Padre João Miguel Mohana. Todos fomos criados para o amor. Nesse livro o autor pretende responder como os que não se casam podem fazer essa experiência libertadora de amar ainda que não vivam num relacionamento afetivo.

A Vida Espiritual”, de Dom Benedikt Baur, OSB. Neste livro, que já se tornou um clássico, o renomado beneditino explica a ciência da vida espiritual, de modo condensado, prático e possível de se viver.

Cristo e o nosso corpo”, de Monsenhor André Léonard, arcebispo emérito de Malinas-Bruxelas (Bélgica). O autor aborda esse tema com clareza, mostrando toda a grandeza da visão cristã do corpo, situa o sexo dentro como capacidade de comunhão recíproca e de transmissão generosa da vida, mas também como imagem da Nova Aliança, do matrimônio espiritual de Cristo com a sua Igreja.

Filotéia ou Introdução à Vida Devota”, de São Francisco de Sales. Livro base da espiritualidade de nosso Apostolado. Um perfeito manual para quem quer buscar a santidade vivendo no mundo. Ele nos dá recomendações e exercícios para a boa condução da alma a Deus, à prática das virtudes e da oração. Traz também avisos necessários contra as tentações mais comuns e o modo de como renovar e conservar a alma na busca pela santidade.

Itinerário da castidade - dos escritos de Santo Afonso Maria de Ligório”, da Editora Mensageiros. Livro essencial para se colocar em prática a primeira meta do Courage.

Homem e mulher Deus os criou”, de Padre David Francisquini. O livro apresenta-se como um compêndio básico sobre homossexualidade à luz da doutrina católica.

“Ideologia de gênero: o neototalitarismo e a morte da família”, do Doutor Jorge Scala. Este livro traça um panorama sobre os reais objetivos da chamada ‘ideologia de gênero’.

Progresso na vida espiritual” do Padre Frederick William Faber. O livro dá dicas preciosas que muitas vezes desconhecemos para progredir na vida de santidade.

O Combate da Pureza”, do Padre Georges Hoornaert,sj. Um piedoso manual orientado para o difícil combate na guarda da virtude da castidade. É um livro recomendado a todos, não importa a idade ou o estado de vida, principalmente nos dias atuais, em que os adversários da virtude não se dão tréguas em achar novos inventos e incentivos ao vício da impureza.

O exame particular de consciência”, do Padre Miguel Angel Fuentes. O autor, sacerdote do Instituto do Verbo Encarnado (IVE), nos ensina neste livro a realizar o exame particular de consciência, verdadeiro motor da vida espiritual.

O privilégio de ser Mulher”, de Alice von Hildebrand. Neste livro a renomada filosofa católica, oferece uma positiva visão da feminilidade. Utilizando-se dos princípios cristãos, a autora mostra que, diferente do prega o discurso mainstream, as mulheres são, sim, as privilegiadas.

Os quatro amores”, de Clive Staples Lewis. Neste livro, o conhecido autor das “Crônicas de Nárnia” explana sobre a natureza do amor na perspectiva cristã baseadas nas quatro palavras gregas para o amor: storge (afeto), philia (amizade), eros (amor erótico) e ágape (caridade).

Pessoa feminina – Pessoa masculina”, de Maria Helena da Guerra Pratas. O livro é uma análise penetrante e mais cuidada dos fundamentos antropológicos da condição masculina e feminina, de forma a determinar a identidade pessoal própria da mulher na sua relação de diversidade e de recíproca complementaridade com o homem. 

 
“Same-sex attraction: Catholic teaching and pastoral practice” (Atração pelo mesmo sexo: ensinamento católico e prática pastoral), por Padre  John Harvey, OSFS, fundador do Apostolado Courage (Courage Apostolate). Disponível para baixar gratuitamente em língua inglesa aqui ou em língua espanhola aqui.

Tratado da castidade”, de Santo Afonso Maria de Ligório. Pequeno mas profundo livro que trata sobre a virtude da castidade cristã.

 

-- D O C U M E N T O S  D A   S A N T A   I G R E J A --

CONGREGAÇÃO PARA A DOUTRINA DA FÉ. Algumas considerações ligadas à resposta a propostas de lei sobre a não discriminação das pessoas homossexuais. 23 de julho de 1992. Disponível aqui.

CONGREGAÇÃO PARA A DOUTRINA DA FÉ.  Carta aos Bispos da Igreja Católica sobre a colaboração do homem e da mulher na Igreja e no mundo. 31 de julho de 2004. Disponível aqui.

CONGREGAÇÃO PARA A DOUTRINA DA FÉ. Carta aos bispos da Igreja Católica sobre o atendimento pastoral das pessoas homossexuais, 01º de outubro de 1986. Disponível aqui.

CONGREGAÇÃO PARA A DOUTRINA DA FÉ.  Considerações sobre os projetos de reconhecimento legal das uniões entre pessoas homossexuais. 31 de julho de 2003. Disponível aqui.

CONGREGAÇÃO PARA A DOUTRINA DA FÉ.  Declaração ‘Persona Humana’ sobre algumas questões de ética sexual. 29 de dezembro de 1975. Disponível aqui.

CONGREGAÇÃO PARA A DOUTRINA DA FÉ. Instrução ‘Dignitas Personae’ sobre algumas questões de bioética. 8 de dezembro de 2008. Disponível aqui.

CONGREGAÇÃO PARA A DOUTRINA DA FÉ. Responsum da Congregação para a Doutrina da Fé a um dubium sobre a bênção de uniões de pessoas do mesmo sexo. 22 de fevereiro de 2021. Disponível aqui.

CONGREGAÇÃO PARA A EDUCAÇÃO CATÓLICA. Orientações educativas sobre o Amor humano – Linhas gerais para uma educação sexual. 01º de novembro de 1983. Disponível  aqui.

PONTIFÍCIO CONSELHO PARA A FAMÍLIA. Sexualidade humana: verdade e significado. Orientação educativa em família. 8 de dezembro de 1995. Disponível aqui.

CONGREGAÇÃO PARA O CLERO. O dom da vocação presbiteral. Ratio fundamentalis institutionis sacerdotalis8 de dezembro de 2016. Disponível aqui.


Tem sugestões? Escreva-nos! E-mail: contato@couragebrasil.com

20 comentários:

  1. Nossa muito interessante e extremamente importante todo o Referencial Bibliográfico que vocês oferecem e disponibilizam. Agradeço o empenho de vocês na coleta de tais informações, organização no Blog e disponibilização para nós leitores. Que bom...

    ResponderExcluir
  2. Me inscrevi para receber novos assuntos e conselhos direcionados aos homossexuais...estamos juntos nadando contra essa correnteza...obrigado!!

    ResponderExcluir
  3. Que Deus possa abençoar imensamente esse apostolado que tem me ajudado. Essa bibliografia esta maravilhosa. Já acessei muitos materiais e vale muito a pena.
    Salve Maria!

    ResponderExcluir
  4. Nossa, que perfeito!
    Estava me perguntando porque as pessoas (com atração pelo mesmo sexo ou não) estão cada vez convencidas de que não precisam verdadeiramente conhecer a Igreja e o que ela ensina... Que o que tais pessoas sabem já é suficiente!
    Meu Deus!!! Confesso que muitas vezes me sinto desolada, mas ao mesmo tempo noto que tenho rezado pouco. Só com a oração, e mais especificamente com o Rosário, conseguiremos verdadeiramente nos ajudar como irmãos que somos!
    A castidade é para todos!!! A oração é para todos! O estudo da nossa Fé é para todos! Saber o que a Igreja ensina é dever de todo bom católico! Amar como Jesus amou (e ama através da Igreja) é dever de todos!!!

    Enfim, parabéns pelo apostolado! E estamos juntos, pois o que verdadeiramente me importa são as almas!

    Salve Maria!

    ResponderExcluir
  5. Muito bom este blog! Parabéns!
    Esse é um assunto que precisa de muita atenção por nós cristãos, principalmente.
    Achava a igreja passiva diante das situações que acontecem, mas através do Pe. Paulo Ricardo cheguei a este blog e me fez ver esse outro lado - o de mãe que se preocupa com seus filhos.
    Deus os abençoe!

    ResponderExcluir
  6. A Igreja faz muito pouco em relação a essas pessoas que sofrem este martírio chamado AMS!!! O Courage surgiu das entranhas da Misericórdia de Deus.
    Muitos na Igreja (inclusive padres) estão DESPREPARADOS para lidar com o tema da AMS. Outra coisa, o nome correto não é homossexual e sim pessoa com AMS (atração pelo mesmo sexo), pois nem todo mundo que sente AMS pratica o homossexualismo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxa...mas e essa iniciativa Courage Brasil?? Não é de católicos?? da Igreja Católica??
      Seu comentário é no mínimo injusto...

      Excluir
    2. Puxa...mas e essa iniciativa Courage Brasil?? Não é de católicos?? da Igreja Católica??
      Seu comentário é no mínimo injusto...

      Excluir
    3. Injusto é o seu comentário! Vc não leu a parte em que eu disse que o Courage saiu das entranhas da Misericórdia de Deus?? O Courage é um exemplo pra Igreja, porém, a Igreja não se resume ao Courage. Ainda há muito despreparo e pré-conceito sim, pessoas de dentro da Igreja, inclusive padres, sem a menor capacidade de orientar pessoas com AMS. E não estou falando mal da Igreja, até pq sou católico, estou só dizendo que deveria haver mais caridade e preparo para lidar com pessoas com AMS. Vc deveria saber interpretar melhor o que lê!! E o que eu disse é algo que vejo e não algo que imagino! E é uma queixa de muitos que sofrem de AMS dentro da Igreja. Agora se vc prefere não enxergar isso, é uma escolha sua.

      Excluir
  7. Sugiro que divulguem para o clero e pros institutos religiosos o Movimento Courage, pois, por incrível que pareça, muitos padres e religiosos nunca ouviram falar nesse movimento! Contem com minha colaboração.

    Ass.: Charlie

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro irmão, ajude-nos nessa divulgação! Caso esteja disposto a nos auxiliar de alguma maneira, escreva-nos para contato@couragebrasil.com. Deus o abençoe.

      Excluir
  8. No momento estou começando a conhecer o Courage e sinto uma esperança, é triste quando nos sentimos sozinhos sem ter alguém que nos auxilie Deus abençoe o trabalho de vocês.

    ResponderExcluir
  9. Deus é grande e misericordioso e opera em Sua Igreja sempre para que nenhuma ovelha seja perdida. Deus seja louvado.

    ResponderExcluir
  10. Fiz contato com o Courage em setembro e estou começando a descobrir as riquezas do apostolado. Creio que Deus tem um plano muito grandioso para a humanidade a partir deste apostolado. Deus abençoe, conserve e guarde os pastores e os rebanhos!

    ResponderExcluir
  11. Gostaria de ter amigos que passam pelas mesmas lutas pois é um caminho solitário.
    (15)991563244

    ResponderExcluir
  12. Belíssimo apostolado! Por favor, se possível atualizem a página pois tem alguns vídeos e artigos que não aparecem mais. Inclusive o documentário sobre as "Colinas eternas" é ótimo, mas não encontrou mais na internet ou traduzido em português. Agradeço muito. Deus os abençoe. Unidos!

    ResponderExcluir
  13. Boa noite! Paz e bem! Sou professora e também catequista. Me preocupo com nossa juventude e muito me alegrou saber deste apostolado e de tamanho apoio aos que sofrem AMS. Por tudo seja Deus louvado. Vamos aprender e nos unir, o amor tudo pode!!! Obrigada, Liliana

    ResponderExcluir
  14. Que maravilha este apostolado, não o conhecia. Um ato de amor d misericórdia divina.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nosso blog

Abaixo você tem disponível um espaço para partilhar conosco suas impressões sobre os textos do Apostolado Courage. Sinta-se à vontade para expressá-las, sempre com respeito ao próximo e desejando contribuir para o crescimento e edificação de todos.